Cerest capacita profissionais de Jundiaí e região

A capacitação ocorreu nos perídos da manhã e da tarde

A capacitação ocorreu nos perídos da manhã e da tarde

O Cerest – Centro de Referência em Saúde do Trabalhador realizou, na última quinta-feira (11), ação para capacitar profissionais do setor sobre notificação dos agravos relacionados ao trabalho. O evento reuniu cerca de 120 pessoas, entre médicos da Atenção Básica da rede de saúde de Jundiaí e profissionais das vigilâncias em saúde das cidades da região de abrangência da regional Jundiaí.

De acordo com a gerente do Cerest Jundiaí, Priscila Paula de Oliveira, a iniciativa faz parte do processo de matriciamento dos profissionais adotado pelo setor, a fim de promover um atendimento com qualidade e eficiência em todos os níveis do sistema. Segundo ela, é a partir das notificações registradas que o Cerest irá estabelecer algumas condutas de trabalho. “A partir da notificação, o Cerest vai desenvolver ações de acordo com as necessidades reais da população”, enfatizou.

A diretora de Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde, Fauzia Abou Abbas Raiza, explicou que para este ano estão programadas várias atividades que visam o fortalecimento da saúde do trabalhador em Jundiaí e região. “Há um planejamento para 2012. A proposta é de estarmos sempre presentes nos municípios, avaliando os ramos de atividades, enfatizando a importância das notificações”, ressaltou Fauzia.

Ação positiva
A capacitação da última quarta-feira foi feito pelo médico do Trabalho de Jundiaí, José Carlos Fonseca, que na oportunidade abordou um pouco da história, conceitos, legislação trabalhista, agravos relacionados ao trabalho, a necessidade da notificação, questões epidemiológicas e fluxo de atendimento.

Para os participantes, a iniciativa do Cerest veio ao encontro das expectativas dos profissionais, que admitem ainda terem dúvidas quanto aos problemas relacionados à saúde do trabalhador. O médico da rede básica de Jundiaí, Carlos Fernandes Soares, ressaltou a oportunidade de atualização. “Este encontro nos permite ampliar os conhecimentos e, ainda, atualizar alguns assuntos”, disse Soares, lembrando que as doenças do trabalho são comuns no atendimento do dia a dia. “Infelizmente, na nossa formação não temos medicina do trabalho e é muito comum surgirem dúvidas”,

Para o médico Ricardo Godoy, que também atende na rede básica de Jundiaí, os profissionais são multiplicadores de informações e devem estar atentos quanto a essas doenças. “Os médicos devem apresentar as informações, pois são dados estatísticos que contribuem para definir as ações. O monitoramento é fundamental não para punir, mas para prevenir”.

Programação
Segundo Fauzia, todo o planejamento foi traçado com base nas atribuições do Cerest, que é uma unidade especializada da Secretaria Municipal de Saúde, inserido no SUS – Sistema Único de Saúde e parte integrante do RENAST – Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador. “O Cerest tem a função de oferecer suporte técnico, de educação permanente, de coordenação de projetos de assistência, promoção e apoio às ações de vigilância à saúde do trabalhador”, disse a diretora. alertando lque as determinantes da saúde dos trabalhadores compreendem, não apenas fatores de risco ocupacionais tradicionais, mas riscos físicos, químicos, biológicos, mecânicos e ergonômicos.

Neste sentido, para abril o setor programou diversas ações, que serão reforçadas com datas importantes instituídas neste mês para marcar a necessidade de atenção com os trabalhadores.

No dia 16 de abril, quando se comemora o Dia Mundial da Voz, o Cerest promoverá palestra sobre o tema para professores da rede de ensino de Itupeva. Além disso, os municípios, com apoio do Cerest, desenvolverão ações preventivas voltadas aos trabalhadores que utilizam a voz como ferramenta de trabalho.

Em 27 de abril, Dia Internacional de Conscientização sobre Ruído, o Cerest vai apoiar os municípios nas ações preventivas voltadas aos trabalhaodres expostos à níveis elevados de pressão sonora, uma vez que a poluição sonora afeta de maneira negativa a qualidade de vida e a saúde das pessoas.

Ainda neste mês, no dia 28, é comemorado o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho, data que também será lembrada pelo Cerest Jundiaí. A data foi instituída após a explosão de uma mina em Virgínia, nos Estados, quando morreram 78 mineiros.

Publicada em 12/04/2012

Localização

R. Anchieta, nº 88
Centro - Jundiaí - SP
CEP 13.201-804

Contato

Telefones: (11) 4521-8666 / (11) 4521-1194
Horário: 8h às 17h de 2ª a 6ª feira
E-mail: cerestjundiai@jundiai.sp.gov.br

Prefeitura de Jundiaí
CEREST | Desenvolvido por CIJUN