Saúde do trabalhador: prevenção reduz o número de acidentes

Utilização de equipamentos de prevenção reduz riscos à integridade física e saúde do trabalhador

Utilização de equipamentos de prevenção reduz riscos à integridade física e saúde do trabalhador

Nesta terça-feira, 27 de julho, é o Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho. A data, instituída para marcar a luta dos trabalhadores brasileiros por melhores condições de segurança e saúde nos ambientes de trabalho, é lembrada pelo Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhor (Cerest) que, juntamente com a Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat), tem atuado na conscientização das empresas para que invistam na instrução de seus funcionários, alertando-os quanto à importância da utilização de equipamentos de proteção.

O Cerest/Visat vem investindo, por meio de palestras e inspeções sanitárias realizadas nas empresas, para reverter um quadro que aponta mais de dois milhões de trabalhadores mortos anualmente em decorrência dos acidentes de trabalho. No Brasil morrem, todos os anos, cerca de três mil trabalhadores, ou seja, uma morte a cada duas horas de trabalho.

Para alcançar resultados efetivos é necessário que as empresas invistam em modificações de processos produtivos, priorizando a implantação de equipamentos de proteção coletivos, a fim de eliminar os riscos à integridade física e à saúde dos trabalhadores. Os maiores problemas enfrentados pelo Cerest/Visat são as sub-notificações de acidentes ou doenças relacionadas ao trabalho e à precária cultura prevencionista que existe no país.

Além dos trabalhadores que morrem, a cada ano ocorrem 270 milhões de acidentes não fatais (que resultam em, no mínimo, três dias de falta ao trabalho) e 160 milhões de casos novos de doenças relacionadas ao trabalho. Estatísticas indicam que o Brasil perde de 2,5% a 4% do PIB (Produto Interno Bruto) a cada ano com o pagamento de benefícios previdenciários e ao afastamento dos trabalhadores de suas atividades.

Em Jundiaí, por meio do Programa de Notificação dos Agravos Relacionados ao Trabalho, em 2009, foram notificados ao Cerest 8.152 acidentes de trabalho, sendo que destes 20 casos foram a óbito. Destes, 14 foram decorrentes de acidentes típicos e seis de acidentes de trajeto. Até abril de 2010 foram notificados cinco óbitos.

Para a equipe do Cerest/Visat, os empresários têm de entender que gastos com prevenção se tornam investimentos para o futuro, não sendo considerados desperdício. Com esta visão, os números de acidentes e, principalmente, de mortes relacionadas ao trabalho diminuiriam consideravelmente.

Publicada em 26/07/2010

Localização

R. Anchieta, nº 88
Centro - Jundiaí - SP
CEP 13.201-804

Contato

Telefones: (11) 4521-8666 / (11) 4521-1194
Horário: 8h às 17h de 2ª a 6ª feira
E-mail: cerestjundiai@jundiai.sp.gov.br

Prefeitura de Jundiaí
CEREST | Desenvolvido por CIJUN